Seguidores

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Divulgue-nos

Nos Ajude a divulgar!

Facebook

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Seu filho pratica bullying? É preciso descobrir o porquê

Especialistas aconselham que os pais de crianças que praticam bullying controlem suas próprias reações e analisem a situação ao ficar sabendo do comportamento dos filhos.
“Respire fundo e não entre em pânico. Resista à tentação de reagir de forma defensiva, eximindo seu filho de tal característica. Tente entender que seu filho pode estar testando comportamentos”, declarou em um informativo Sally Kuykendall, professora assistente de serviços de saúde da Saint Joseph’s University, da Filadélfia.

“Os pais precisam levar em conta as habilidades sociais de seus filhos e também se eles estão ou não imitando a violência à qual foram expostos na mídia, na comunidade ou na própria casa”, explicou Kuykendall. Ela sugeriu que os pais conversem com os filhos e mantenham um diálogo constante. “Confronte as desculpas deles. Não permita que eles digam que ‘só estavam brincando’. Não deixe seus filhos culparem as vítimas ou inventarem justificativas para os ataques”, complementou. 

Em alguns casos, os “valentões” na verdade são vítimas de bullying – atos intencionais e repetidos de violência física ou psicológica – e estão reagindo na mesma moeda. São as chamadas “vítimas provocativas”.

“Se você acha que seu filho é uma vítima provocativa, você precisa se envolver na questão. Vítimas provocativas correm sérios riscos de cair em depressão, sofrer ameaças na escola e começar a usar drogas. Tente tirar seu filho da situação para que ele não caia em uma posição de perda de controle, quando os ataques são iminentes. Tente identificar um adulto cuidadoso para ficar de olho no seu filho e interromper o comportamento quando este ocorrer”, aconselhou a especialista.

Ela complementou que o acompanhamento dos filhos é essencial. “Ensinar os filhos a tratar o próximo com respeito deve ser uma conversa constante. Não espere dizer isso uma vez e nunca mais ter de dizer novamente”.


(Tradução: Claudia Batista Arantes )
 
 
 

2 comentários:

  1. muito bacana o blog!!

    acho importante esse tipo de informação...
    ajudarei a divulgar!!

    Bjoo*

    ResponderExcluir